segunda-feira, 25 de agosto de 2014

CRISE ECONÔMICA, CAOS E DESESPERO, E A PROVIDÊNCIA DIVINA! Por Fabio Campos



CRISE ECONÔMICA, CAOS E DESESPERO, E A PROVIDÊNCIA DIVINA!

Por Fabio Campos

Texto base: E a fome era gravíssima na terra”. – Genesis 43.1 AFC



A revista “Isto é dinheiro” desta semana trouxe em sua capa uma frase por título que me chamou a atenção: “Quem vai ouvir as preces da indústria”? Quem acompanha o mercado financeiro sabe bem que o índice de inadimplência da “pessoa jurídica” cresceu muito neste ano comparado a “pessoa física”. Os empresários estão de cabelo em pé!

Aportar crédito através da PJ se tornou um grande desafio, visto a austera política de crédito para este perfil de tomador. Se as empresas vão mal, consequentemente os pais de família que depende da produção também são penalizados. O resultado disto tudo é “privação”, “necessidade”, “estresse”, “ansiedade”, “depressão”, “síndrome do pânico” e hospitais cada vez mais lotados, que faz subir as despesas no orçamento com a compra de remédios.

Tudo bem, já tivemos uma “concordata” no país e aqui estamos. Ainda mais somos um país desenvolvido, e fomos “coroados” com a participação no grupo dos BRICS. Mas e quando o que está acabando não são os recursos financeiros, mas sim os recursos naturais? Literalmente, estamos secando! Vejo a hora em que a fortuna do milionário não lhe dará direito de beber um copo d’água da sua própria torneira. Para mim isso é “desesperador”! Duas coisas que têm me deixado preocupado: 1) a economia que é gerida atualmente por um governo que administra apenas com a barriga ao invés com a cabeça; 2) e a principal, os reservatórios com seus níveis a cada dia mais baixo.

Todavia, as Escrituras nos traz o discernimento disto tudo. Acreditando ou não os sinais estão aí! Os “falsos profetas com seus megatemplos”; “reino contra reino”; “terremotos”; “nação se levantando contra nação”; “fomes”; “pestes” (a nova é o vírus Ebola); “pai matando filho”; “filho matando pai”. Quando você puder leia com calma, Mateus 24, certamente terá a impressão de estar lendo o noticiário do dia.

As pessoas estão em pânico. Muita gente tomando calmantes. Pessoas com salários altos que temem perder sua boa condição de vida estão sacrificando suas famílias no altar de mamon. Muitos têm mais medo do fracasso do que propriamente de ficarem sem a comida no prato. O problema não é a necessidade, mas o status, ou seja, “como vão me olhar se eu estiver nesta situação”. A notícia da recisão é mais dolorosa do que o “ser” dispensado. Envolve o nosso orgulho, e fere nossa estima. Não deveria, mas é assim!

Não têm jeito, as Escrituras estão se cumprindo! Mas nisto tudo há uma esperança para aqueles que “não se apoiam no seu próprio entendimento, mas antes confiam no Senhor” (Pr 3.5). Ainda que estejam em dificuldades, o Senhor cuidará de cada uma de suas necessidades (Sl 40.17). O Senhor Jesus disse para “não estarmos ansiosos com nada” (Mt 6.24). Não teremos falta do básico (comida, bebida e roupa). O corpo é mais importante do que a comida. Todas as vezes que a ansiedade bater em nossa porta, demandando por provisão, o Senhor nos convida a olharmos para os céus e avistarmos as aves: “pois, não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta”. A pergunta do Senhor é retórica: “Não têm vocês muito mais valor do que elas [aves]”? Nossa pequenez é tão insignificante que, por mais preocupações que tivermos, não poderemos acrescentar uma hora que seja a nossa vida.

Reparem, os que amam o dinheiro são agitados. Basta uma crise e a queda de uma simples folha se equivale a um barulho da queda de um andaime. Vivem assustados! A ganância pelo “ganhar” inibe o medo de “perder”, e por amarem o dinheiro, dele, então, se tornam escravos; nunca estão satisfeitos! O Eike Batista perdeu porque queria mais! Mas será que não era suficiente o que ele já tinha?

O Senhor diz quem se desespera nestes tempos de crise são os pagãos, aqueles que não conhecem a Deus e nem Sua graça. Ficam a pensar: “Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir”? Não desfrutam do seu ganho (ainda que muito) com paz e tranquilidade. Se você se identificou neste trecho, com sinceridade se despoje do seu orgulho e confie sua vida a Deus. Certamente o resto Ele fará (Sl 37.5). Não é o fim!

Precisamos buscar o Reino em primeiro lugar. Isto se faz, dando o melhor de nós em nossa empresa não somente pelo ganho financeiro, mas porque tal coisa agrada a Deus. Após ter dado do seu melhor, é hora de confiar o dia trabalhado ao Senhor, entregando sua labuta em Suas Mãos, pois se o Senhor não edificar casa, em vão é o trabalho dos edificadores. É hora de desfrutar do momento de descanso naquilo que glorifica a Deus; ou seja, cuidar da sua família, dos amigos e dos irmãos. Não deixe o trabalho tomar seu pensamento na hora do devocional e na leitura da Palavra. Certa vez, C. S. Lewis disse "Coloque as coisas prioritárias na frente e as coisas secundárias irão se harmonizar. Coloque as coisas secundárias na frente e perderá tanto a primeira quanto a segunda. Nós nunca desfrutaremos na sua plenitude, até mesmo do prazer sensual de um alimento, se formos pessoas dominadas pela cobiça".

Deus não permitirá que “seus pés vacilem” (Sl 121.3). Deus é socorro bem presente na angústia. Nada faltou a Israel no deserto (Dt 2.7); o profeta Elias foi alimentado pelos corvos em sua depressão (1 Rs 17.6); a viúva de Sarepta teve o suficiente quando parecia não haver mais saída (1 Rs 17.16); Jesus teve pena da multidão faminta que o seguia, e fez multiplicar cinco pães e dois peixes, alimentando cerca de cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças (Mt 14.21).

Creio que todo cristão verdadeiro tem um testemunho para contar a respeito da provisão de Deus, quando não havia mais saída. Eu tenho, mas meu espaço é curto! Deus em tudo provê ricamente para nossa satisfação quando nEle depositamos nossa esperança (1 Tm 6.17). Grande parte dos ricos deste presente século deposita sua esperança na incerteza das riquezas. Mas se a bolha estourar? E se o PIB continuar caindo e a inflação subindo? E se o racionamento de água chegar a sua casa? Tudo isso comprova que a riqueza é incerta; em menos de 24 horas tudo pode virar pó.

Por isso diz a Escritura: “Não se gabe do dia de amanhã, pois você não sabe o que este ou aquele dia poderá trazer” (Pr 27.1). O mercado está agitado, e até o pãozinho dado pelas empresas aos funcionários, foi cortado para conter gastos. Pois é meu amigo leitor; tempos difíceis os nossos. Mas a provisão de Deus não falha. Ele jamais permitirá que o justo seja abalado. A fortuna do maior milionário do mundo nunca poderá comprar a paz que excede todo o entendimento. Esta (paz) é dada dos céus. Busque isso neste tempo de “incertezas”. Mas, e as demais coisas? Certamente serão acrescentadas, como bem disse o “velho” Agostinho: “Entregue o passado à misericórdia de Deus, o presente a seu amor e o futuro a sua providência”.


Assim finalizo daquilo que experimentei, pois vivo do que acredito e não do que vejo, como está escrito:

“Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: ‘Nunca o deixarei, nunca o abandonarei’. Podemos, pois, dizer com confiança: ‘O Senhor é o meu ajudador, não temerei. O que me podem fazer os homens? ’” -  Hebreus 13. 5-6 (NVI)

Considere este artigo e arrazoe isto em seu coração.


Soli Deo Gloria!

Fabio Campos



Obrigado pela visita, e volte sempre.
  pegue a sua no TemplatesdaLua.com

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Hoje é dia de Annada Aja ou Bhadrapada jejum de Ekadasi 19 dia 20 de agosto de 2014




Annada Aja ou Bhadrapada jejum de Ekadasi 19

Yudhishthira Maharaja disse: "ó Janardana, protetor de todas entidades vivas, por favor diga-me o nome do jejum [Ekadasi] que ocorre durante a quinzena obscura do mês de Bhadrapada (ago/set)."

O Senhor Supremo, Sri Krishna, respondeu: "ó rei, ouça com atenção. O nome deste jejum [Ekadasi] que remove os pecados é Aja ou Annada.  Qualquer pessoa que jejue completamente neste dia e adore Hrsikesha, o senhor dos sentidos, torna-se livre de todas reações de seus pecados.  Até quem apenas ouve sobre este jejum [Ekadasi] se livra de seus pecados passados. Ó rei, não há dia melhor que este em todos mundos terrenos ou celestiais. Isto sem dúvida é verdade.

Uma vez vivia um famoso rei chamado Harishchandra, que era imperador do mundo e pessoa muito veraz e íntegra. O nome de sua esposa era Chandramati, e tinha um filho chamado Lohitashva. Pela força do destino, entretanto, Harishchandra perdeu seu grande reino e vendeu sua esposa e filho. O próprio rei piedoso tornou-se servente doméstico de um comedor de cachorros, que o fazia guardar um crematório. No entanto, mesmo fazendo um trabalho tão baixo, não abandonou sua veracidade e bom caráter, assim como o soma-rasa, quando misturado com algum outro líquido, não perde sua capacidade de conferir imortalidade.

O rei passou muitos anos nessa condição. Então certo dia pensou: "Que farei? Onde devo ir? Como posso ser salvo desta sina?" Desta forma ele estava soçobrando num oceano de ansiedade e sofrimento.

Certo dia um grande sábio calhou de passar por ali, e quando o rei o viu pensou contente: "Ah, o Senhor Brahma criou sacerdotes [brahmanas] só para ajudar os outros." Harishchandra prestou suas respeitosas reverências ao sábio, cujo nome era Gautama Muni. De palmas unidas, o rei postou se de pé diante de Gautamae narrou sua lamentável história. Gautama Muni ficou surpreso ao ouvir a triste estória do rei. Pensou: "Como esse rei foi reduzido a coletar roupas dos mortos!"Gautama teve muita compaixão por Harishchandra e instruiu-o no processo de jejuar para purificação.

Gautama Muni disse: "ó rei, durante a quinzena obscura do mês de Bhadrapada ocorre um jejum [Ekadasi] especialmente meritório, chamado Aja ou Annada, que remove todos pecados. De fato, este jejum [Ekadasi] é tão auspicioso que se simplesmente jejuares nesse dia e não realizares mais nenhuma austeridade, todos teus pecados serão nulificados. Por tua boa fortuna está chegando a data daqui a sete dias. Portanto induzo-te a jejuar nesse dia e permanecer acordado durante a noite. Se o fizeres, todas reações de teus pecados passados chegarão ao fim. ó Harishchandra, vim aqui por causa de teus atos piedosos passados. Agora, toda boa fortuna a ti no futuro!" Dizendo isto, o grande sábio Gautama imediatamente desapareceu.

O rei Harishchandra seguiu as instruções de Gautama com relação a jejuar no sagrado dia de Aja Ekadashi. Ó Yudhishthira, porque o rei jejuou  nesse dia, as reações de seus pecados passados foram completamente destruídas imediatamente. Ó leão entre os reis, veja só a influência desse jejum [Ekadasi]! Ele imediatamente vence quaisquer misérias que se esteja sofrendo como resultado de atividades pecaminosas anteriores. Assim, todas misérias de Harishchandraforam aliviadas. Apenas pelo poder desse maravilhoso jejum [Ekadasi] ele foi reunido com sua esposa e filho, que tinham morrido porém agora voltavam à vida. No céu os semideuses começaram a tocar seus tímbales celestiais e choviam flores em Harishchandra, sua rainha e seu filho. Pelas bênçãos do jejum de Ekadashi, ele recuperou seu reino sem dificuldade. Além do mais, quando o rei Harishchandra deixou este planeta, seus parentes e todos seus súditos foram com ele para o mundo transcendental.

Ó Pandava, quem quer que jejue no Aja Ekadashi certamente se liberta de todos seus pecados e ascende ao mundo transcendental.  E quem ouve e estuda as glórias deste jejum [Ekadasi] consegue o mérito auferido por realizar um sacrifício de cavalo."

Assim termina a narrativa das glórias do Bhadrapada Ekadashi ou Aja Ekadashi do Brahma-vaivarta Purana.


Para fazer jejum na pratica procure um endereço perto de você na nossa Agenda

Para saber tudo sobre Jejum ou ekadasi clique nos links abaixo:
E
E
E


Para ler mais ou baixar livros gratis sobre este conhecimento clique aqui

http://radioharekrishna.com/Annada_Aja_jejum_de_Ekadasi_19.html

Obrigado pela visita, e volte sempre.
  pegue a sua no TemplatesdaLua.com

domingo, 17 de agosto de 2014

Receita de Chef: Sérgio Arno – Bruschetta de tomate fresco e orégano



Sérgio Arno – Fonte: www.sergioarno.com.br
Especiaria: Orégano
Há duas características que fazem um bom chef ser reconhecido. A primeira é a criatividade para elaborar novas receitas. A segunda é saber como levar essas receitas à mesa das pessoas. Sergio Arno possui as duas. Filho de pai italiano, ele descobriu seu talento para a culinária durante a adolescência enquanto o pai, empresário de sucesso no Brasil, tentava estimular a todo o gene empresarial do garoto. Quando, aos 18 anos, ele se apaixonou por uma italiana e começou a desenvolver sua aptidão na cozinha da futura sogra, tudo levava a crer que o rapaz não tinha herdado o mesmo talento que o pai para os negócios. Foi morar na Itália para viver a paixão e teve que trabalhar como carregador de pneus para sobreviver, a teoria ganhou força. O que ninguém sabia é ele estava iniciando o caminho para se tornar um dos grandes chefs da cozinha italiana no Brasil e um empresário de prato cheio, pois, desempregado, resolveu encarar um estágio em um típico restaurante italiano em Florença chamado La Vecchia Cucina. Hoje, Sergio Arno está entre os mais respeitados chefs de cozinha italiana do mundo e é o rosto de várias franquias de restaurantes criadas por ele próprio. A primeira delas leva justamente o nome de La Vecchia Cucina. Outra marca de sucesso e bastante respeitada é a rede La Pasta Gialla. É uma criação do cardápio que recebemos para publicar no Armazém das Especiarias. Uma simples e deliciosa receita com orégano.
Bruschetta de tomate fresco e orégano
um de pão italiano
250 g. de tomate marinado
30 ml de azeite de oliva extra virgem
10 folhas de manjericão
um dente de alho
pimenta do reino, sal e orégano a gosto

Preparo: Toste o pão dos dois lados, esfregue o alho no pão e regue com azeite. Misture todos os ingredientes restantes e espalhe sobre o pão. Disponha algumas das folhas de manjericão por cima do tomate e salpique o orégano como decoração.
Rendimento: dez porções
Rua Pedroso Alvarenga, 528 – Itaim Bibi, São Paulo
(11) 3079-3557

Por Fernanda Medeiros

Obrigado pela visita, e volte sempre.
  pegue a sua no TemplatesdaLua.com

sábado, 16 de agosto de 2014

O Antissemitismo da Esquerda



Obrigado pela visita, e volte sempre.pegue a sua no TemplatesdaLua.com

ELES NÃO QUEREM UMA IGREJA, MAS SIM UM PARQUE DE DIVERSÃO!



ELES NÃO QUEREM UMA IGREJA, MAS SIM UM PARQUE DE DIVERSÃO!

Por Fabio Campos

Texto base: A verdade é que vocês estão me procurando, não porque viram os sinais miraculosos, mas porque comeram os pães e ficaram satisfeitos”. – João 6.26 NVI


As pessoas têm a necessidade de “pertencer a um bando”. Precisam de um rótulo! Qual escola de samba que se aprecia; o time de futebol que torce. Um bom exemplo disso são as torcidas organizadas. O sujeito mal gosta de futebol, mas é imponente em mostrar a camisa com o logo da facção. Este tipo de comportamento também está no meio do povo de Deus. Não basta ser irmão; é preciso ser “irmão reformado”; “irmão pentecostal”; e por aí vai.

Quero tratar também daqueles que não param em igreja alguma e vivem a reclamar dos irmãos. É a banda que é ruim; é a falta de jovens; o pregador que às vezes grita; e por aí vai suas acusações. Sempre a reclamação vem no campo do entretenimento e nunca da ética ou no campo doutrinário. Doutrina pouco importa a estes contanto que tenha diversão e churrasco nos finais de semana.

A impressão que tenho que querem fazer da igreja um clube. Ou seja, no domingo vou ao templo para ver os amigos e colocar a conversa em dia. Do louvor fazem sua recreação e do culto o seu passatempo. Fazem de Deus o motivo para jogar conversa fora. Reclamam de tudo! Sempre afirma que não são cuidados e que lhes faltam o auxílio. São presas as pessoas apenas no vínculo emocional e não espiritual e perdem o discernimento do que é falso ou verdadeiro.

A igreja não é um clube mas o lugar que se presta culto a Deus! Não confunda “comunhão” com comer pizza depois do culto, ou sair em grupo aos finais de semana. Comunhão na Bíblia é estar no mesmo espírito - se reunir em oração - no estudo da palavra e na prática das boas-obras. Lógico que existe espaço para a diversão saudável entre irmãos, mas não confunda tal coisa com comunhão genuína ou parâmetro de perfeição para identificar, se há ou comunhão ou não, entre os membros.

Grande multidão seguia Jesus, entretanto, o real interesse não era o ensino, mas satisfazer as necessidades físicas e emocionais. “Comeram do pão e queriam mais”. Pessoas que toleram líderes imorais e hereges por conta de vínculos emocionais. Ai de alguém falhar com estes; isso me lembra o povo no Egito. Erguiam sua bandeira como povo de Deus, contanto, faltando à comida que perece, logo lhe viam a saudade do Egito. Um claro sinal que amam mais a si do que a Deus e que veem a igreja como oportunidade de diversão e de se colocar em uma posição [de cristão] perante a sociedade.

Em meio a toda essa multidão Jesus sabe quem crê e quem não crê. Ele conhece as intenções do coração. Em João 6 vemos exatamente isto! Uma multidão que O seguia porque amavam a si mesmos. Experimentaram os milagres e do ensino, mas na hora da prova, não do entretenimento, foram embora devido ao duro discurso de Jesus: “Por causa disso muitos seguidores de Jesus o abandonaram e não o acompanhavam mais” (Jo 6.66 NTLH).

Em meio ao entretenimento, quando a espada de dois gumes atravessa e acusa as intenções do coração - os que esperavam da igreja um clube ou uma “assistência social” - e não um lugar de adoração a Deus, vão embora, e o próprio Deus pela sua Soberania, não à nossa vista, tira o joio do meio do trigo e ainda pergunta: "Vocês também não querem ir?" (Jo 6.67). Contudo, aos que pertence a Deus – que amam a Sua Palavra – e que O desejam mais do que as bênçãos, ainda que seja preciso abandonar alguns vínculos [nocivos] e agir com a pura razão em detrimento da emoção, dirão pela convicção: "Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna” (Jo 6.68).

As igrejas dão mais atenção ao entretenimento do que a teologia. Infelizmente apologética, história da igreja e os ensinos dos pais da igreja e dos reformadores – tudo se tornou extremamente chato quando comparados às discussões futebolísticas e aos acontecimentos profissionais. Eles querem entreter, e não adorar.

Pessoas assim gostam do líder carismático – que falam das aventuras da sua família e que aguçam os adeptos a se espelhar no neste padrão de vida. Visto as marcas de roupas criadas pelos medalhões gospel. O povo gosta disso! Querem um líder mais guerreiro do que Josué – mas intrépido do que Elias – mais formoso do que Salomão – e desejam que suas famílias sejam iguais à de seus líderes.

Não consigo ver toda essa pluma nAquele a qual a Escritura diz: “... não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada em sua aparência para que o desejássemos” (Is 53.2). Jesus foi rejeitado por ter sido “manso e humilde de coração”, e até hoje assim é, quando, todos os artifícios e esplendor deste mundo são aceitos pelas pessoas, dado Diabo através dos teólogos da prosperidade, com a nomenclatura de “sucesso” e “bênção”. “Esta igreja é demais, disso que estava precisando”, pensam eles. Aí é “pai apóstolo”, para cá; “bispa ou pastora mãe”, para lá.

Que Deus nos livre desta praga do entretenimento sabendo que o culto é racional e que o Senhor conhece os que lhe pertence, os quais O adoram em Espírito e em Verdade. Como escutei certa vez: “Procure uma igreja que agrade a Deus e não a você”.

Pensemo-nos todos nisso!

Soli Deo Gloria!

Fabio Campos


Obrigado pela visita, e volte sempre.
  pegue a sua no TemplatesdaLua.com

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Hoje é dia de jejum de Ekadasi - Pavitropana jejum de Ekadasi 18 dia 07/08/2014



Pavitropana jejum de Ekadasi 18


                   Maharaja Yudhisthira disse:

                   Madhusudana, por favor seja misericordioso comigo e descreva o jejum (Ekadasi) que ocorre durante o quarto-crescente do mês Sravana (julho/agosto).

                   O Senhor Supremo Sri Krishna respondeu:

                   -Sim, ó rei, narrarei com alegria estas glórias para você, porque simplesmente por ouvir sobre este jejum (Ekadasi) sagrado, a pessoa obtém o mérito da execução de um Asvamedha-ygna.

                   No começo da Dvapara-yuga vivia um rei chamado Mahijita, o qual governava o reino de Mahismati-puri. Devido a não ter filhos, todo seu reino parecia-lhe completamente triste. Um homem casado que não tem filhos não é feliz nem nesta vida nem na próxima (nota 1). Por muito tempo o rei tentou em vão obter um herdeiro. Vendo que sua idade avançava o rei Mahijita tornava-se cada vez mais ansioso. Um dia ele disse na assembléia de seus conselheiros:

                   -Não cometi pecados nesta vida, e não há dinheiro ilegal no meu tesouro. Nunca usurpei as oferendas aos semideuses ou brahmanas. Quando me ocupei em guerrear e conquistar reinos, eu segui as regras e regulações da arte militar, e tenho protegido meus súditos como se eles fossem meus próprios filhos. Eu puni até meus parentes caso eles desobedecessem a lei, e se meu inimigo fosse gentil e religioso eu lhe dava as boas vindas. Ó almas duas-vezes nascidas, embora eu seja um seguidor fiél e religioso dos padrões védicos, mesmo assim minha casa não tem filhos. bondosamente digam-me a razão para isto.

                   Ouvindo isto, os conselheiros brahmanas do rei discutiram o assunto entre eles, e com o propósito de beneficiar o rei, eles visitaram vários asramas de renomados sábios. por fim eles chegaram em um sábio que era austero, puro, auto-satisfeito e que estava observando estritamente o voto de jejum. Seus sentidos estavam completamente sob controle, ele tinha conquistado sua ira e era experto em executar seu dever ocupacional. Na verdade, este grande sábio era experto em todas as conclusões dos vedas e tinha prolongado sua duração de vida como a mesma do senhor Brahma. Seu nome era Lomasa rsi e ele conhecia o passado, presente e futuro. Após a passagem de uma Kalpa (nota 2), um cabelo costumava cair da sua cabeça.

Todos os conselheiros brahmanas do rei aproximaram-se com muita alegria um a um para oferecer seus humildes respeitos.

                   Cativados por esta grande alma, os conselheiros do rei Mahijita ofereceram reverências a ele e disseram mui respeitosamente:

                   -Ó sábio, somente devido a nossa grande boa fortuna nos foi permitido vê-lo.

                   Lomasa rsi viu eles curvarem-se e respondeu:

                   -Bondosamente, deixem-me saber por que vocês vieram aqui; por que vocês estão me glorificando? Farei tudo o que puder para resolver seus problemas, pois sábios como eu só tem um interesse: ajudar os outros. Não tenham dúvidas disto (nota 3).

                   Os representantes do rei disseram:

                   -Nós viemos até aqui, ó sábio exaltado, para pedir a sua ajuda na solução de um problema muito sério. Ó sábio, você é como o senhor Brahma. Na verdade, não há sábio melhor em todo mundo. Nosso rei, Mahijita, não tem filhos, embora ele nos tenha sustentado e protegido como se fossemos seus filhos. Vendo-o tão infeliz devido a não ter filhos, nós ficamos mui pesarosos, e portanto, ó sábio, entramos na floresta para executar severas austeridades. Por nossa boa fortuna encontramos por acaso com você. Simplesmente pela sua audiência (darshana) os desejos e atividades de todos tornam-se bem sucedidos. Assim, pedimos humildemente que nos diga como nosso bondoso rei pode obter um filho.

                   Ouvindo o apelo sincero deles, Lomasa rsi absorveu-se em meditação profunda por um momento e logo compreendeu a vida anterior do rei. Então ele disse:

                   -Na vida passada seu governante era um mercador, e achando que sua riqueza era insuficiente, ele cometeu ações pecaminosas. Ele viajou por muitas vilas para negociar suas mercadorias. Uma vez ao meio-dia, no dia após o jejum (Ekadasi) que acontece durante o quarto-crescente do mês Jyestha, ele sentiu sede enquanto viajava de um lugar para outro. Ele chegou a um belo açude nos arredores de uma vila, mas bem na hora que estava prestes a beber água no açude, chegou ali uma vaca com seu bezerro recém-nascido. Estas duas criaturas estavam também muito sedentas devido ao calor, porém quando a vaca e o bezerro começaram a beber água, o mercador rudemente empurrou-os para o lado e egoisticamente saciou sua própria sede. Esta ofensa contra a vaca e seu bezerro, resultou em seu rei ficar agora sem um filho. No entanto, as boas ações que ele executou em sua vida anterior deram-lhe o domínio sobre um reino sem perturbações.

                   Ouvido isto, os conselheiros do rei responderam:

                   -Ó renomado rsi, ouvimos dizer que nos vedas descreve-se como alguém pode nulificar os efeitos dos pecados passados conseguindo méritos. Seja bondoso e nos dê alguma instrução para que os pecados de nosso rei possam ser destruídos, por favor conceda-lhe a sua misericórdia para que um príncipe nasça em sua família.

                   Lomasa rsi disse:

                   -Existe um jejum (Ekadasi) chamado Putrada, o qual ocorre durante o quarto-crescente do mês Sravana. Neste dia todos vocês, incluindo seu rei, devem jejuar e permanecer acordados todo noite, seguindo estritamente as regras e regulações. Então vocês devem dar todo mérito por esse jejum ao rei. Se vocês seguirem estas minhas instruções, ele certamente será abençoado com um esplêndido filho.

                   Todos os conselheiros do rei ficaram muito contentes em ouvir estas palavras de Lomasa rsi, e todos eles ofereceram-lhe suas reverências agradecidos. Então com os olhos brilhando de felicidade eles voltaram para casa.

                   Quando chegou o mês de Sravana, os conselheiros do rei lembraram-se das palavras de Lomasa rsi, e sob a direção deles todos os habitantes de Mahismati-puri, juntamente com o rei, jejuaram. E no dia seguinte (Dvadasi), os habitantes ofereceram submissamente ao rei o mérito obtido. Pela força de todo este mérito, a rainha ficou grávida e eventualmente deu luz a um filho muito belo.

                   Yudhisthira, o Senhor Krishna concluiu, o jejum (Ekadasi) que ocorre durante o quarto-crescente do mês Sravana tornou-se, com razão, famoso como Putrada (que concede um filho). Quem quer que deseje felicidade neste mundo e no próximo, certamente deve jejuar de todos cereais e leguminosas neste dia santo. Realmente, Qualquer pessoa que simplesmente ouça as glórias do Putrada Ekadasi, livra-se completamente de todos os pecados e é abençoado com um bom filho, subindo ao céu após a morte.

                   Assim acaba a narração das glórias do Sravana-sukla Ekadasi, ou Putrada Ekadasi do Bhavisya-uttara Purana.
                             
-NOTAS-

1) A palavra sânscrita para "filho" é putra. Pu é o nome de um inferno em particular e tra significa "salvar". Assim a palavra  putra significa a pessoa que salva alguém do inferno pu. Portanto, todo homem casado deve gerar pelo menos um filho e educá-lo espiritualmente, então o pai será salvo de uma condição infernal de vida. No entanto, esta injunção não se aplica aos devotos sérios do Senhor Vishnu ou Krishna, pois o Senhor torna-se seus filhos, pai e mãe.

   Sobre este assunto, Canakya Pandita declara o seguinte:

   "A verdade é minha mãe, conhecimento meu pai, o dever ocupacional meu irmão, a bondade meu amigo, tranquilidade minha esposa e o perdão meu filho. Estes são os seis membros da minha família."

   Dentre as vinte e seis principais qualidades de um devoto do Senhor, perdão é a principal. Portanto os devotos devem fazer um esforço extra para desenvolver esta qualidade. Acima Canakya Pandita diz que o perdão é meu filho, portanto o devoto do Senhor, muito embora possa estar no caminho da renúncia, pode observar o Putrada Ekadasi e orar para obter este tipo de filho.

2) Uma kalpa, ou doze horas do senhor Brahma é igual a 4.320.000.000 anos.

3) Lomasa rsi tem todas as boas qualidades porque é um devoto do Senhor Supremo. Como se afirma no Srimad-Bhagavatam (5.18.12): "Naquele que o serviço devocional a Sri Krishna é resoluto, todas as boas qualidades de Krishna e dos semideuses manifestam-se consistentemente. Entretanto, aquele que não tem devoção pela Suprema Personalidade de Deus, não tem boas qualificações porque está ocupado em especulação mental na existência material, a qual é o aspecto externo do Senhor."
                                                                                   -FIM-
                    


Para fazer jejum na pratica procure um endereço perto de você na nossa Agenda

Para saber tudo sobre Jejum ou ekadasi clique nos links abaixo:
E
E
E


Para ler mais ou baixar livros gratis sobre este conhecimento clique aqui
 http://radioharekrishna.com/Pavitropana_jejum_de_Ekadasi_18.html


Obrigado pela visita, e volte sempre.
 pegue a sua no TemplatesdaLua.com

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-898882484-curso-idiomas-globo-ingles-completo-com-tudos-os-32-cds-_JM